Written by: Mídia

RD Summit 2017 – Roni Cunha, da Orgânica Evolução Exponencial

O que é o crescimento exponencial das empresas e como ele ocorre

Um tema abordado no terceiro dia de evento foi o crescimento exponencial de empresas. Porque esse crescimento é tão forte e acontece em tão pouco tempo? A palestra foi realizada por Roni Cunha, sócio fundador da Orgânica Evolução Exponencial e um dos fundadores da nova fase da Netshoes, quando pivotou de varejista com loja online para um e-commerce pure play.

O especialista afirmou que a Netshoes deu a ele um crescimento exponencial como nenhuma outra empresa. Tudo começou em uma garagem de estacionamento, e hoje, dez anos depois, a empresa acaba de abrir o IPO na bolsa de NY.

O que acontece com empresas que conseguem crescer de forma exponencial? O que todas elas têm em comum?

A resposta é inovação contínua.

A frase parece simples e rápida, mas é complexa. Os três pilares que fazem uma empresa crescer são: propósito, cultura e metodologia.

Hoje em dia, todos se movem por causa de alguma dor ou prazer. O consumidor da nova economia não quer mais sentir dor, e por isso se antecipa para evitar essa situação. De que maneira uma empresa pode trabalhar com isso?

Sempre tenha em mente as perguntas: qual é o seu propósito como empresa? O que será entregue no final do dia? O que eu faço muito bem a ponto de me pagarem para fazer? Como fazer as ideias acontecerem?

A Netshoes possui em sua cultura sete pontos diferentes, o que chamam de sete princípios da cultura exponencial:

  • Cultura do cliente: coloque-se no lugar do cliente, faça aquilo que for relevante para ele, e não apenas para o seu negócio;
  • Sim, é possível: acredite que o que você quer realizar é possível. Se você não acreditar, ninguém mais acredita;
  • O novo vem: nunca relaxe. O mundo muda muito rápido, então nunca pare e nunca se contente. Enquanto o mundo mudar, existem chances do pequeno e do grande se tornarem iguais;
  • Vamos errar: não tem jeito, é necessário errar para aprender. Sempre aprendemos que o erro é ruim, mas hoje em dia, sabemos que não é bem assim. A nova economia exige que você erre, e tente novamente. Tentar e errar é o que faz você se tornar o primeiro;
  • Postura de dono: não trata-se de trabalhar inúmeras horas por dia, mas ter responsabilidade e saber cuidar dos recursos da empresa;
  • Viver no desconforto: nenhuma empresa irá se garantir no conforto. Como as coisas mudam, as empresas não querem mais ficar fixas. É importante sempre se adaptar e se mexer no mercado;
  • Foco e obsessão: nada é fácil. Antes do sucesso, vem todo o trabalho duro. O primeiro passo está na nossa cabeça, e na capacidade de acreditar e correr atrás.

 

 

É fácil fazer uma pessoa aprender com a quantidade de material disponível hoje em dia. No entanto, existe uma grande dificuldade em mudar uma pessoa. Todas as dicas do especialista podem ir ralo abaixo caso a empresa não possua metodologia, não tenha um processo e uma forma de colocar seu projeto em prática.

Em relação à metodologia, existem alguns pontos extremamente importantes de serem destacados:

  • Líder inconformado: é a pessoa que sempre tira os outros da zona de conforto. Tomar decisões seguras é muito arriscado, pois você está delegando seu futuro nas mãos de outros. Desafie sempre, mas de acordo com as habilidades daquela pessoa;
  • Nada é impossível;

 

 

  • Andar em bloco: todos sempre no mesmo sentido, sem desperdício de recurso. Você não tem tempo a perder;
  • Zero ego: a decisão pode vir de qualquer lugar. Startups realizam workshops porque são maneiras de tomar decisões, onde todos podem votar igualmente. O coletivo sempre sabe e trabalha melhor do que uma pessoa só;
  • Cultura do WOW: crie um mecanismo na sua gestão para estar constantemente surpreendendo. Surpreender seu cliente e superar suas expectativas deve estar na cultura da empresa;
  • Champion x Challenger: todo modelo que está vigente como modelo campeão deve ter um desafiador. Mas como? Questione tudo: pessoas, processos e até você mesmo. Faça isso de mente aberta. Depois, coloque suas ideias no papel. Em seguida, qualifique. Escolha uma, duas ou no máximo três ideias (rápidas, fáceis, escaláveis, que tragam resultado). Racionalize a decisão e teste para aprimorar. A evidência real é o que vai mostrar se o modelo adotado é melhor que o antigo.

O modelo é um ciclo que chega no limite e deve ser criado um novo. Isso é modelo exponencial, a criação de um modelo atrás do outro, sempre nos desafiando e sempre nos questionando.

“Qual foi a última vez que você se desafiou de verdade?”

 

(Visited 1 times, 1 visits today)