Mídia

Reamper Lab #5: Mídia programática

No Reamper Lab dessa sexta-feira (23/06) debatemos sobre o que é midia programática e quais as características desse novo estilo de compra de mídia digital.

Ivan Cassettari (Head de Mídia e Audiências) e Flavio Araújo (Coordenador de Mídia e Audiências) detalharam e explicaram em profundidade o tema, abordando diferentes tópicos como vantagens da mídia programática, tipos de formatos possíveis, principais inventários, táticas de segmentação, plataformas disponíveis no Brasil, principais parceiros da Reamp e mais algumas coisas.

A compra de mídia programática é (resumidamente) toda a compra feita através da utilização de uma máquina, ou seja, que não envolve negociação ou ação humana. Foi detalhado todo o ecossistema que se criou com esse tipo de compra de mídia e as características e funções de cada plataforma dentro do processo (veja aqui).

Nesse tipo de compra, utilizando DSPs (Demand Side Platforms), é possível comprar diferentes tipos de formatos (display, mobile, social e video) através de uma única ferramenta e de maneira centralizada, evitando a sobreposição de anúncios e permitindo um maior controle de impacto e frequência. Além disso, o principal diferencial desse tipo de compra é a utilização de dados para segmentar e enriquecer a compra, mudando o foco de compra de inventários (espaços publicitários) para usuários (perfil de pessoas). Essas dados podem ser dados próprios (normalmente armazenados em DMPs – Data Management Platforms), dados secundários (dados de portais e parceiros) ou então dados de terceiros (comprados de Data Providers).

Ivan e Flávio explicaram todo o processo desde a chegada do briefing das agências e anunciantes (contendo objetivos e metas cliente, prazos, target da campanha, etc), passando pelo planejamento da campanha pela equipe da Reamp (definição dos principais canais, métricas, táticas e estratégias de segmentação, inventários mais apropriados, negociação de deals com publishers, etc), configuração e setup em todas as plataformas e finalizaram falando sobre o controle e otimizações feitas nas campanha no dia-a-dia e a entrega de relatórios com resultados e sugestões de melhoria ao final da semana e de cada mês.

Além disso, foi explicado detalhadamente a dedicação da equipe de Mídia e Audiências ao fazer o planejamento e escolher parceiros específicos de acordo com o objetivo de cada cliente, o que permite melhorar a performance e desempenho da campanha, como também aumentar a assertividade da comunicação da marca com o seu público alvo. A Reamp é agnóstica quanto a tecnologias, o que nos possibilita explorar o melhor que cada plataforma tem a oferecer. Trabalhamos com diversos tipos de parceiros, sempre focando nos que trazem a melhor solução para os objetivos estabelecidos em cada campanha.

“Nosso acompanhamento é diário e constante, sempre focado em garantir que a campanha está fluindo como foi planejado e em novas possibilidades de ir aumentando os resultados gradativamente”. comenta Ivan Cassettari. Ao finalizar a campanha, a equipe se reúne para avaliar todas as ações realizadas e sugestões propostas, coletar os aprendizados e já aplicar aquilo que funcionou em novas campanhas. “Estamos sempre trazendo novas opções e possibilidades de otimização. Aquilo que serviu em uma campanha nos ajuda a aprimorar o planejamento de novas campanhas, seja desse mesmo cliente ou até de clientes em outros setores”, finaliza Flavio Araújo.

Aqueles que quiserem saber mais sobre os serviços da Reamp em relação a mídia programática podem encontrar mais informação no nosso site ou então nos procurar através do contato@reamp.com.br.

Nos vemos no próximo Lab!

 

 

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Início