Mídia

Reamper Lab #2: Estudo de caso BI e DataHub

Algo nunca antes feito pela montadora e que só foi possível com a interface tecnológica da Reamp

Hoje aconteceu a segunda edição do laboratório quinzenal da Reamp. Os especialistas Carlos Durão e Mauri Cavalcanti explanaram um grande desafio que tivemos em abril, para atender uma necessidade de uma montadora e das agências que compram mídia em Google Search para ela.

Em um cenário de alta concorrência em que centavos de CPC refletem milhões de reais, tínhamos a tarefa de desvendar do universo de palavras que as agências responsáveis pela mídia compram, quais respondiam pelas maiores participações em certas demandas.

Durante a conversa, Carlos e Mauri explicaram onde ela estava jogando dinheiro fora por estar concorrendo com ela mesma, e quais táticas foram seguidas para minimizar este problema.

Para trazer a solução ao cliente, foram integradas as áreas de BI e DataHub da Reamp e juntos foi formulada uma estrutura tecnológica específica para o estudo, utilizando o banco de dados da casa e todo sistema de ETL aliados à inteligência de negócio e conhecimento aprofundado da mídia em questão. O DataHub recebeu essa solicitação de dados, os modelou de acordo com os problemas descritos pelo BI, ajustou/retrabalhou para organizar a informação e prover a eficiência para o corpo de Business Intelligence.

Foram 24 milhões de linhas para consolidação no banco de dados. Um resultado de mais de 15 mil palavras-chave em uma base histórica de 15 meses, que ia até o nível de conversões por palavra-chave e por hora. Algo nunca antes feito pela montadora e que só foi possível com a interface tecnológica Reamp.

Com as análises, foi possível chegar-se a algumas conclusões primordiais para os próximos passos de mídia, como a quantidade do real volume de palavras em que existe a concorrência; qual porcentagem de todas as conversões geradas pelo site institucional da marca teve seus custos inflacionados por conta da concorrência; quais faixas horárias e dias do mês funcionam melhor dependendo do propósito da campanha (Tier); melhores palavras-chave para cada agência trabalhar dentro do Overlap de concorrência; e ainda descobriu-se porque o CPC da conta institucional saiu de um patamar de x centavos para quase 2x centavos no período de 4 meses.

Com o estudo conseguimos seguir com diversos cenários de economia de verba para a montadora, além de melhorar a qualidade de sua compra de mídia em Google Search. Além de, por estarmos utilizando a tecnologia apropriada, ganhamos em reprodutibilidade e velocidade, podendo sempre abastecer e acompanhar estes resultados. Nos vemos na próxima imersão, em junho!

 


Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Início